HomeNotíciasEconomiaNotíciasPolíticaGoverno de São Paulo e iniciativa privada se unem para ampliar atendimento de UTI no Hospital das Clínicas

Governo de São Paulo e iniciativa privada se unem para ampliar atendimento de UTI no Hospital das Clínicas

Economia, Notícias, Política
Governo de São Paulo e iniciativa privada se unem para ampliar atendimento de UTI no Hospital das Clínicas

O Governador João Doria anunciou nesta segunda-feira (27) uma parceria com a iniciativa privada para ampliar de 200 para 300 o total de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital das Clínicas, na capital, para atendimento exclusivo a pacientes com COVID-19. A iniciativa no complexo da Faculdade de Medicina da USP é a maior operação hospitalar do Brasil no enfrentamento ao coronavírus.

“O Hospital das Clínicas é o maior centro de tratamento do coronavírus do país. Um complexo hospitalar público que tem o apoio imprescindível do setor privado. Graças a doações de hospitais particulares e instituições privadas, temos conseguido dar o apoio necessário para que o HC continue realizando seu trabalho exemplar e, mais do que nunca, ajudando a salvar vidas”, afirmou o Governador. “Em nome da população de São Paulo, quero agradecer a todos pelas doações, pela generosidade e responsabilidade de compreenderem que é com união que poderemos salvar vidas”, acrescentou Doria.

Com recursos financeiros, equipamentos e profissionais, instituições como BTG, a Rede D’Or, Hospital Sírio-Libanês, Hospital Israelita Albert Einstein, HCor e Beneficência Portuguesa já se juntaram à rede de apoio ao lado de dezenas de empresas e pessoas. O Hospital das Clínicas já arrecadou mais de R$ 24 milhões em doações, que podem ser feitas diretamente pelo site viralcure.org/hc.

A iniciativa privada vai “adotar” novas alas com dez leitos de UTI cada uma. As instituições vão contribuir com equipamentos e equipes de profissionais de saúde.

Os apoiadores são Rede D’Or, Hospital Sírio-Libanês, HCor e Beneficência Portuguesa, Grupo Takaoka e o Grupo de Resgate e Atenção às Urgências e Emergências do Governo do Estado, que oferecerá uma equipe médica e equipamentos. O BTG liderou um grupo que oferecerá 1.050 plantões por mês ao hospital durante três meses.

A abertura será gradual, com os 40 primeiros novos leitos ativados na primeira quinzena de maio. Atualmente, o Hospital das Clínicas possui 400 pacientes internados com COVID-19, sendo 191 em UTI.

O hospital iniciou o processo para o enfrentamento da pandemia com 84 leitos de UTI ativos no Instituto Central, ainda em março. Desde então, a capacidade mais que dobrou para atingir os atuais 200 leitos de UTI.

“Este processo contínuo de abertura de dezenas e dezenas de novos leitos de UTI em tempo recorde, no meio de uma pandemia, é algo inédito e só é possível graças ao planejamento e ao trabalho incansável da nossa equipe. Mas é preciso mais, e o apoio da Secretaria de Estado da Saúde e da iniciativa privada será fundamental nesse processo”, declarou Eloisa Bonfá, Diretora Clínica do Hospital das Clínicas.

O Hospital das Clínicas reservou todo o Instituto Central para o atendimento da doença, com mais 700 leitos de enfermaria em ocupação gradativa. A transformação parcial permitirá o aumento dos leitos de UTI. Um fluxo de cerca de 10% de entradas e saídas de pacientes que permite que novas internações sejam feitas diariamente, mesmo com uma ocupação acima de 90%.