HomeNotíciasItapevaNotíciasEXCLUSIVO – Prefeito Dr Mário Tassinari exige prestação de contas da Santa Casa de Itapeva e pede que vereadores sejam responsáveis para defender interesse da população no setor de saúde pública

EXCLUSIVO - Prefeito Dr Mário Tassinari exige prestação de contas da Santa Casa de Itapeva e pede que vereadores sejam responsáveis para defender interesse da população no setor de saúde pública

Itapeva, Notícias
EXCLUSIVO - Prefeito Dr Mário Tassinari exige prestação de contas da Santa Casa de Itapeva e pede que vereadores sejam responsáveis para defender interesse da população no setor de saúde pública

Em reunião semi-presencial transmitida ao vivo pela Câmara Municipal de Itapeva, o prefeito Dr Mário Tassinari fez duras críticas ao atendimento e gestão da diretoria da Santa Casa de Misericórdia de Itapeva.

Antes disso, a diretoria da Santa Casa fez uma breve introdução, pautando que a instituição está trabalhando arduamente no atendimento de pacientes com covid-19, sendo boa parte da infraestrutura hospitalar empregada para esse atendimento.

O superintendente da Santa Casa, Aristeu Camargo, discorreu superficialmente sobre as receitas e despesas da entidade, afirmando que ao final de cada mês, apesar dos recursos recebidos de vários entes federativos, fecha cada mês arcando com déficits.

O secretário de Saúde, Luiz Tassinari em sua participação acentuou a necessidade da Santa Casa de Itapeva atender as solicitações de cirurgias eletivas, reforçando que o hospital conta com centro cirurgico com salas em quantidade mais do que suficiente para descomprimir a demanda represada de cirurgias eletivas. A Santa Casa disse que pretende atender 30 cirurgias eletivas mensais. No entendimento da Secretaria de Saúde existe possibilidade de serem operados mais pacientes  mensalamente, porque estes aguardam há anos na fila de cirurgias eletivas e necessitam de agilidade no atendimento.

Uma das diretoras contra argumentou que é necessário que os pacientes encaminhados pela Secretaria Municipal Saúde para as cirurgias estejam em condições aceitáveis de pré-operatório para poderem realizar as cirurgias com êxito, sem complicações posteriores.

O secretário de Saúde ainda pontuou a necessidade de contratualização com a Santa Casa, considerando a necessidade de prevalescer o atendimento ajustado às necessidades da população de Itapeva e mais 16 cidades atendidas pela entidade.

O assunto de contratualização não foi amplamente discutido, uma vez que a reunião foi conduzida por vereadores que notoriamente desconhecem o teor técnico das prioridades acerca de atendendimento exigido pela Secretária de Saúde em relação aos serviços prestados pela Santa Casa, assim como desconhecem valores e cláusulas dos contratos que vigoravam anteriormente nas gestões passadas e presente.

Ao tomar a palavra o prefeito Dr Mário Tassinari inicialmente reafirmou que o governo municipal irá manter todos recursos municipais destinados à instituição, por meio de repasses mediante contratos celebrados entre Secretaria Municipal de Saúde e Santa Casa.

No entanto, o prefeito exigiu que a Santa Casa prestasse contas de como os recursos destinados pelo governo municipal estão sendo empregados no atendimento em várias modalidades. De forma incisiva, o prefeito sem medir palavras, alegou que age em defesa do interesse público, alegando que a população de Itapeva está sendo humilhada sem o devido atendimento, sendo insatisfatório da parte da Santa Casa de Itapeva não zelar pela efetividade do atendimento para casos que tem o dever de ofertar amplo atendimento, segundo palavras do Dr Mário Tassinari.

O prefeito usou como argumentos as demandas represadas de cirurgias eletivas e outras modalidades de atendimentos de urgência e emergência, retaguardas clínicas especializadas e escalas de plantões, as quais julga estarem aquém do que a população necessita para atendimento satisfatório.

“Desde que assumi o governo de Itapeva, por causa do afastamento do ex-prefeito Luiz Cavani, só vi coisas dessa natureza nos contratos da Jundiá, agora está na hora de rever o cumprimento de todos contratos com a Santa Casa, se for o caso, isso não escondo de ninguém, faremos uma auditoria nos contratos da Santa Casa para passar a limpo essa história de uma vez por todas”, disse o prefeito Dr Mário Tassinari.

Ao ser contraposto pelos vereadores Paulo Roberto Tarzan e Roberto Comeron no decorrer de suas fala o prefeito Mário Tassinari questionou o seguinte: “O vereador Tarzan que pare de dar risadas sobre o que estou falando, discordo do que ele falou, conheço muito bem as santa casas de outras cidades e sei do que estou falando sobre o atendimento. A Santa Casa é pública, pertence ao povo da nossa cidade, assim como é em outras cidades. Está na hora de todos vereadores, e Câmara Municipal com representante da população ser chamada à responsabilidade sobre esse assunto, dentro da sua autonomia. Os vereadores foram eleitos pelo povo ou pela diretoria [da Santa Casa]?”, arrematou o prefeito. Em resposta às colocações do prefeito, o vereador Tarzan pediu uso de VAR, tira teima, alegando que não faltou com respeito ao prefeito ao ouvir suas colocações.

Finalizando suas declarações Dr Mário Tassinari pontuou o seguinte: “Não quero tirar um centavo da Santa Casa, conheço a história da instituição, sei de pessoas da nossa sociedade e médicos que doaram parte do seu próprio patrimônio para construir e melhorar o atendimento de nossos pacientes. O que julgo inadmissível é que nos últimos anos a população esteja sendo impedida de ser atendida da forma que merece dentro da Santa Casa. Quero que haja atendimento principalmente para população mais carente, para qualquer pessoa enferma que tenha necessidade, entrei na política com esse objetivo de defender o direito da nossa querida população de Itapeva ter acesso à saúde com dignidade”.

Por último o prefeito disse o seguinte: “No último dia 28 de fevereiro, venceu o contrato com a Santa Casa, até agora nosso corpo técnico da Secretaria Municipal de Saúde aguarda informações para firmar novo acordo, não compreendo o motivo da demora da prestação de informações da diretoria da Santa Casa para assinar o novo contrato. Reitero novamente, a população está sendo humilhada, poderíamos ter mais leitos de UTI, de enfermaria, atendimento integral de oncologia aqui para nossos doentes não irem se tratar em outras cidades, correndo mais riscos de saúde, por isso peço aos vereadores que tenham responsabilidade e levem tudo isso em consideração para o bem de nossos cidadãos. Honrem seus votos vereadores, os votos que receberam da nossa população”.

Ao final, a vereadora Áurea, que presidia a reunião por ser presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal, tentou encerrar a sessão pedindo que a direção da Santa Casa respondesse por escrito às colocações feitas em toda reunião.

O superintendente da Santa Casa de Itapeva, Aristeu Camargo ao final alegou apenas que lamentava as declarações do prefeito, afirmando que a diretoria da Santa Casa irá tomar providências judiciais em nome da entidade, taxando de movido por sentimentos de ódio e como asneiras as declarações do prefeito em relação ao assunto. Não houve nenhuma explicação concreta refutando nada sobre as colocações do prefeito Dr Mário Tassinari.

Após isso a reunião foi imediatamente encerrada devido os ânimos estarem exaltados. Durante toda a reunião não houve posicionamentos claros dos vereadores sobre a situação dos contratos firmados com a Santa Casa de Itapeva, havendo apenas por parte dos vereadores elogios e considerações genéricas sobre o atendimento prestado para a população, sem aprofundamento algum sobre os aspectos jurídicos, financeiros e técnicos sobre o atendimento prestado.