HomeNotíciasItapevaNotíciasApós anunciar que haveria auditoria no setor de saúde municipal, nenhuma nova informação sobre o assunto foi disponibilizada pela Secretaria de Saúde e Conselho Municipal de Saúde

Após anunciar que haveria auditoria no setor de saúde municipal, nenhuma nova informação sobre o assunto foi disponibilizada pela Secretaria de Saúde e Conselho Municipal de Saúde

Itapeva, Notícias
Após anunciar que haveria auditoria no setor de saúde municipal, nenhuma nova informação sobre o assunto foi disponibilizada pela Secretaria de Saúde e Conselho Municipal de Saúde

Conforme informações da própria Prefeitura de Itapeva: O Conselho Municipal da Saúde, após longo debate com o prefeito municipal, Mário Tassinari e com a secretária da Saúde, Karen Grube, aprovou uma auditoria na secretaria. O objetivo seria fazer um exame cuidadoso e sistemático das atividades desenvolvidas no setor de saúde, para averiguar se todos procedimentos de administração estão sendo executadas de acordo com as normas planejadas ou estabelecidas para melhor atender à população.

A proposta levada ao Conselho Municipal de Saúde foi haver contratação de uma empresa, que participaria de licitação, ajudando a administração a identificar as falhas administrativas. A auditoria fiscalizaria também os contratos, convênios e prestadores de serviços firmados, a fim de tomar conhecimento de tudo que foi estabelecido entre as partes, se ele está sendo respeitado e se não está havendo superfaturamento ou sendo pago algo que não está sendo utilizado.

Após esta primeira etapa de aprovação pelo Conselho Municipal de Saúde, não foi informado se foi apresentado orçamento para que os membros saibam quanto será investido na contratação de uma empresa especializada para operar a auditoria. O Conselho Municipal de Saúde é composto por representantes de usuários do sistema, funcionários da saúde municipal e de prestadores de serviços do setor.

 

Conselho Municipal aprova auditoria na Saúde

#AUDITORIA Na sexta-feira (19), o Conselho Municipal da Saúde, após longo debate com o prefeito municipal, Mário Tassinari e com a secretária da Saúde, Karen Grube, aprovou uma auditoria na Pasta. O objetivo é fazer um exame cuidadoso e sistemático das atividades desenvolvidas na Saúde, para averiguar se elas estão sendo executadas de acordo com as normas planejadas ou estabelecidas para melhor atender à população e se os serviços foram implementados com eficácia para atingir aos anseios dos usuários do Sistema de Saúde. A proposta passada ao Conselho é a contratação de uma empresa, que participará de licitação, a qual possa avaliar os processos envolvidos em unidades de Saúde, realizando o gerenciamento, a fiscalização e ajudando a administração a identificar os erros. A busca por qualidade nos serviços de atenção à saúde é uma necessidade e para tanto se faz imprescindível a auditoria, que reduzirá a complexidade desnecessária, o desperdício e retrabalho. Isso permitirá que a Secretaria da Saúde atinja novos níveis de eficiência, satisfação do paciente, segurança, entre outros. Uma auditoria visa evitar o excesso de oferta e uso inadequado dos serviços; Prevenir ou monitorar a má prática; Monitorar a qualidade; Equilibrar os padrões e os resultados da prestação da assistência; Estabelecer regras para o funcionamento e desempenho de serviços terceirizados ou próprios da atenção à saúde. A auditoria fiscaliza também os contratos, convênios e prestadores de serviços firmados, a fim de tomar conhecimento de tudo que foi estabelecido entre as partes, se ele está sendo respeitado e se não está havendo superfaturamento ou sendo pago algo que não está sendo utilizado. Após esta primeira etapa de aprovação pelo Conselho Municipal de Saúde, será apresentado um orçamento para que os membros saibam aproximadamente quanto será investido na contratação de uma empresa, em seguida será feita uma licitação, a qual de acordo com o Executivo, será acompanhada pelo Conselho, tornando todo o processo o mais transparente possível. O Conselho Municipal de Saúde é composto por representantes de usuários do Sistema, de trabalhadores da Saúde e de prestadores de serviços de Saúde.

Publicado por Mario Tassinari em Sábado, 20 de junho de 2020