HomeNotíciasAgronegócioNotíciasA utilização da ora-pro-nobis como planta medicinal e alimentícia não-convencional em tempos de pandemia

A utilização da ora-pro-nobis como planta medicinal e alimentícia não-convencional em tempos de pandemia

Agronegócio, Notícias
A utilização da ora-pro-nobis como planta medicinal e alimentícia não-convencional  em tempos de pandemia

Vivemos em tempos de pandemia e neste caso, é muito importante cuidar da imunidade. Algumas plantas medicinais e alimentícias podem contribuir, e é aí que entra a ora-pro-nobis, que apresentamos aqui, e que em latim significa “rogai por nós”.

No projeto de pesquisa e extensão sobre plantas medicinais que realizamos na Faculdade de Ciências Sociais e Agrárias da Fait, tivemos a oportunidade de conhecer mais, sobre esta planta. Isto foi possível, graças ao empenho de professores e alunos dos Cursos de Farmácia, Agronomia, Engenharia Florestal, Enfermagem e Nutrição, que sistematizam estudos científicos existentes em literaturas confiáveis e discutem através de videoconferências com comunidades que desejam ter acesso a conhecimentos sobre plantas medicinais.

No Brasil, são utilizadas as plantas chamadas popularmente ora-pro-nobis, pertencentes a duas espécies que têm os nomes científicos Pereskia aculeata Mill. (na imagem aparece com flores brancas) e Pereskia grandifolia Haw. (na imagem aparece com flores rosa).

São espécies nativas da América, que apresentam potencial para exploração econômica devido as suas propriedades alimentícias, medicinais e também ornamentais por suas belas flores, que atraem as abelhas para produção de mel.  Além disto, a ora-pro-nobis está cada vez mais presente em pratos de restaurantes e em programas de TV com renomados chefs de cozinha, como uma planta alimentícia não convencional (PANC), compondo pratos com frango ensopado, risoto, macarrão verde, pães e patês veganos. Aliás, se presta bem aos veganos, ou aos que querem diminuir a ingestão de carnes, pois as folhas da ora-pro-nobis apresentam alto teor em proteínas contendo aminoácidos essenciais como a lisina e o triptofano, fibras, minerais como fósforo, cálcio, ferro e vitaminas C, A e do complexo B.

Mas os benefícios da ora-pro-nobis vêm também de suas propriedades medicinais, e neste caso, encontramos mais estudos para a espécie Pereskia aculeata (de flores brancas). Estudos apontam para atividade anti-inflamatória, cicatrizante, antimicrobiana, laxativa, anti-diarréica, anti-diabética, antitumoral e antiparasitária sobre Tripanossoma cruzi – o agente da doença de Chagas.

Estudos clínicos (em humanos), de Pereskia aculeata, apontaram para ação emoliente das folhas (hidratar e amaciar a pele), para aliviar queimaduras e recuperar a pele e ação antianêmica. Os frutos, ação expectorante e anti-sifilítica, e as flores apresentaram ação laxante.

Flora Digital do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina: Pereskia ...
Pereskia aculeata

Para Pereskia glandifolia (de flores rosa) encontramos menos estudos, alguns sobre atividade diurética e hipotensora (baixar a pressão), contudo, pesquisadores apontam que estudos adicionais devem ser realizados.

Nome científico: Pereskia Grandifolia Também conhecida como Rose ...
Pereskia glandifolia

Dra. Fatima Chechetto

Professora da Faculdadede Ciências Sociais e Agrárias de Itapeva nos Cursos de Farmácia, Engenharia Florestal, Agronomia, Enfermagem e Nutrição.

Fontes:

-BRASIL. Manual de hortaliças não-convencionais. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Belo Horizonte, MG, 2010. 92 p

-LORENZI, H.; MATOS, M. F. J. de A. Plantas medicinais no Brasil : nativas e exóticas. São Paulo: Instituto Plantarum, 2008. 512 p.

– KAZAMA, C.C. Caracterização química e propriedades biológicas de Pereskia grandifolia HAW. (Cactaceae). Mestrado (Biotecnologia Aplicada à Agricultura) – Universidade Paranaense , 2012

-KINUPP, V. F. e LORENZI, H. Plantas alimentícias não convencionais (PANC) no Brasil: guia de identificação, aspectos nutricionais e receitas ilustradas. São Paulo: Instituto Plantarum de Estudos da Flora, 2014. 768p.